sábado, 31 de maio de 2008

Formas geométricas na Educação Infantil

Na interdisciplina de Matemática, vimos que é possível trabalhar classificação com geometria, através de exercícios bastante instigantes. Assim, fomos desafiadas a usar a criatividade e propor uma atividade bem interessante que abordasse esse assunto. Espero ter uma turma de alunos maiores no ano que vem para utilizar novamente muitas dessas atividades planejadas e pensadas de maneira um tanto "superficial" com meus alunos tão pequenos. Digo isto porque acredito que o objetivo maior agora é brincar. Mesmo assim, penso que vale a pena investir em atividades bem pensadas e dirigidas já na Educação Infantil com o intuito de possibilitar melhor desempenho escolar nos primeiros anos do Ensino Fundamental, quando as exigências com as aprendizagens dos conteúdos é bem maior.

Turma:
Maternal II A (2 anos e 5 meses a 3 anos)

Atividade:
Interação com sólidos geométricos.

Objetivos:
- manipular e pintar os objetos oferecidos;
- descobrir e apontar algumas semelhanças e diferenças entre os sólidos geométricos utilizados;
- separar os objetos pintados em grupos, conforme as características reconhecidas;
- auxiliar na montagem de móbiles para enfeitar a sala de aula.

Desenvolvimento:
A professora oferecerá diversos objetos para serem pintados pelos alunos com tinta apropriada, pincel ou a própria mão, em quantidade suficiente para que cada um possa escolher e pintar dois, três ou quatro, se assim o desejar.
Os objetos que serão utilizados são:
- caixas de papelão, de tamanhos e formatos diversos, viradas pelo avesso e coladas novamente;
- latas vazias sem os rótulos;
- rolinhos de papelão (de papel higiênico, papel-toalha...), coladas nas extremidades para que fiquem fechadas;
- bolinhas de isopor de diferentes tamanhos;
- alguns sólidos montados com papel-cartão, como pirâmides, prisma pentagonal ou hexagonal.

Depois dessa manipulação inicial, esperar que a tinta seque e propor a observação dos objetos, levando os alunos a perceberem a existência ou ausência de pontas, os cantos, a forma cilíndrica... tudo isto com termos adequados ao seu vocabulário, é claro. Durante essa discussão, separar os objetos em grupos, de acordo com as características observadas e verbalizadas e montar, com o auxílio das crianças que ainda estiverem interessadas, um móbile com cada grupo de sólidos.

Observação:
Como as crianças dessa idade, em geral, ainda não conseguem permanecer concentradas por muito tempo nas atividades dirigidas, pode ser mais produtivo desenvolver apenas um dos momentos da atividade a cada dia e oferecer outras alternativas de entretenimento para aqueles que não demonstram interesse pela proposta apresentada.

3 comentários:

Fabi - Tutora da Sede - Semin.Integ. IV disse...

Oi Cris!

Ensinar para quem é alfabetizado já é dificil, ensinar para os pequenos então: Nossa! É mais que um desafio... É para quem realmente tem dom. O dom de educar. Parabéns pela atividade.
Pena que pelo que percebi não tenhas ainda aplicado ela, seria isso? Se for isso, ficamos sem a devida aplicaçãoe sesu resultados, bem como a reflexão sobre a realização desta atividade e suas evidencias.
Uma abração,
Fabi

Cristina disse...

Oi, Fabi!
Estás certa, não apliquei esta atividade com minha turma atual, pois em junho houve o "rodízio" e agora meus alunos são menores ainda...
Mal posso esperar para aplicar esta atividade planejada com tanto carinho em um momento oportuno, com alunos maiores e dentro e um contexto adequado - não como uma atividade solta.
Além disso, minha colega da tarde é estagiária e aí tenho apenas as manhãs para aplicar atividades dirigidas, que também não podem estar muito distantes dos projetos por ela planejados.
Um abraço
Cris

Mariana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.